segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

MEUS VERSOS LÍRICOS




RAMALHETE DE FELICIDADE
(Joésio Menezes)

À amiga Inês Hott,
por ocasião do seu aniversário.

Se eu pudesse te abraçar agora,
Um forte abraço eu te daria
Nessa data em que se comemora
Teu aniversário. Que alegria!...

E sem receio de levar “um fora”,
Uma homenagem eu te faria:
No primeiro flash dos raios d’aurora
Estes meus versos eu recitaria

Ao som de um coral de rouxinóis
Ladeados por belos girassóis
E regidos pela “Mor Divindade”.

Em seguida, entregaria a ti
Um presente que na vida colhi:
Um ramalhete de felicidade.


VERSOS EM SILÊNCIO
(Joésio Menezes)

Antes que no céu surgisse a Lua,
Meus versos calaram-se de repente.
E esse silêncio, aparentemente,
Foi provocado pela ausência tua,

Pois desde que de nós te despediste
Meus versos encheram-se de saudade
E, perdidas na taciturnidade,
Ouvi suas rimas soarem tristes.

Mas o silêncio logo foi quebrado
Quando a mim foram solicitados
Aqueles versos de rimas sonoras...

Peço-te, então: considera atendido
Esse teu irrecusável pedido
E lê os versos que te fiz, agora!...

Um comentário: